O motor da criatividade de Tina Seelig

29 de October de 2012

O mundo de negócios passa por uma fase de busca constante por soluções criativas. Isso acontece devido ao sucesso incrível de startups inovadoras, tais como Instagram, Facebook ou Twitter. A necessidade insaciável das empresas de replicar este conhecimento e libertar o espírito empreendedor de suas equipes levou a uma série de receitas para aumentar a criatividade.

E quando se fala de criatividade, o nome da vez é Tina Seelig.

Tina é diretora executiva do Stanford Technology Ventures Program (centro de empreendedorismo na Escola da Universidade de Stanford de Engenharia) e também ministra cursos sobre inovação, criatividade e empreendedorismo, no departamento de Gestão de Ciência e Engenharia e na Hasso Plattner Institute of Design da Universidade de Stanford (sim, a famosa d.School).

Recentemente ela participou de um TEDx falando sobre o tema onde apresentou um gráfico que chamou de “O motor da criatividade”, explicando “o que” e “o como” da criatividade segundo a sua perspectiva.

O gráfico tem 6 elementos: imaginação, conhecimento e atitude (atributos internos de cada um – o indivíduo); e recursos, cultura e habitat (atributos externos). Os atributos externos influenciam o processo pelo qual a imaginação catalisa a transformação do conhecimento em ideias.

Para entender o estudo, vale a pena assistir à palestra (e sim, vale a pena, mesmo!). E quem quiser ler mais a respeito, a reportagem feita pelo The Creativity Post, está bem legal.

 

Se você ficou interessado no assunto, acompanhe o curso online gratuito que Stanford está promovendo, Crash Course on Creativity, no Venture Lab. Mas corre! Porque já começou…

Comentários

Coursera, nova plataforma de cursos online

11 de August de 2012

O Inovaqui nasceu com a intenção de compartilharmos conhecimento. Desde então, nós apoiamos e divulgamos uma série de oportunidades, fontes, livros, textos e cursos que estimulem o aprendizado constante dos nossos leitores.

Há alguns meses atrás, falamos da iniciativa do MIT + Harvard (e recentemente da Berkely) de criarem uma plataforma de cursos online gratuita chamada Edx. E também mencionamos a plataforma de cursos online da Zappos.

Hoje vamos falar de uma nova iniciativa chamada Coursera.org, fundada em abril de 2012. Coursera é um site que disponibiliza cursos online (atualmente são mais de 117), nas mais diversas áreas, oferecidos por algumas faculdades dos EUA e Europa. Dentre elas, estão: University of Pennsylvania, Duke University, Stanford University, Princeton University, etc.

A iniciativa contou com um investimento inicial de $ 16 milhões de dólares de financiamento de risco. Os patrocinadores incluem John Doerr da Kleiner Perkins Caufield & Byers e Scott Sandell em New Enterprise Associates.

Os cursos contarão com vídeos, enquetes, fóruns colaborativos e em alguns módulos, entrega de trabalhos e exames finais. Todas as aulas são livres, gratuitas e 100% on-line. Cumpridos os requisitos de notas e atividades, os estudante ainda recebem um certificado de conclusão.

Eu me inscrevi em dois cursos, Model Thinking e Gamification. Ambos começam nas próximas semanas e tem duração média de 8 semanas.

(#ficadica) Vale a pena conferir.

Para quem quiser ler mais sobre o assunto, a Fast Company lançou um artigo super legal falando sobre a Coursera. Clique aqui para ler.

 

Comentários

Harvard e MIT anunciam plataforma de educação open source

4 de May de 2012

Duas das melhores universidades do mundo, Harvard e MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), acabam de anunciar uma parceria na criação de uma plataforma de educação online, chamada edX. A meta dessas é criar uma comunidade global de estudantes online melhorando a educação de todos.

“O edX é uma oportunidade para melhorar a educação, criando um novo caminho para milhões de alunos em todo o mundo”, afirmou em nota a reitora do MIT, Susan Hockfield.

Algo novo, inovador e ousado, que pode revolucionar o segmento da educação mundial. As universidades ressaltaram no lançamento da plataforma que a ideia não é substituir a educação presencial pelo ensino à distância, mas complementá-lo

Até agora o que sabemos, é que a plataforma será open source, com o ensino projetado para a internet. A ideia é que os alunos tenham ritmo próprio de aprendizagem, grupos de discussão online, aprendizagem colaborativa, avaliação do progresso do aluno durante os módulos e, laboratórios online.

A lista de cursos será anunciada nos próximos meses, e as aulas devem começar a partir do próximo semestre.

Assista o vídeo de divulgação da plataforma:

Assista a conferência realizada com a imprensa para divulgação do edX:

Para seguir o canal do edX no YouTube e ficar atento às próximas novidades, clique aqui.

Nós estamos super ansiosas para começar a fazer os cursos disponibilizados, afinal, uma oportunidade dessas ninguém pode perder, né!?

Comentários

Follow Us!

Realização:

Parceria

Biblioteca