Lições de Comportamento Humano por Susan Weinschenk

1 de October de 2013
415115013_1280

Susan Weinschenk é psicóloga com mais de 30 anos de experiência de consultoria em psicologia comportamental e chefe de UX Strategy da Human Factors International, uma das maiores empresas do mundo especializada em design centrado no usuário. Recentemente ela lançou um canal no You Tube com uma série de vídeos, baseado em seu livro How To Get People To Do Stuff? com as teorias e demonstrações sobre o comportamento das pessoas em relação a alguma interação ou estímulo. Ela explica de forma rápida e objetiva como funcionam os processos mentais inconscientes que levam as pessoas a tomarem decisões, serem persuadidas e influenciadas emocionalmente.

 

[vimeo=https://vimeo.com/57185953]

 

Susan também já escreveu diversos outros livros. A segunda dica deste post, é o 100 Things Every Presenter Needs to Know About People (tradução livre: 100 coisas que todo apresentador deve saber sobre pessoas), lançado em 2011, que mostra como o design pode influenciar a percepção do usuário pra melhor (ou pior), com base em como o cérebro se comporta em determinadas situações. Assista o vídeo release do livro:

 

Comentários

Será o celular do futuro?

12 de September de 2013

Será o celular do futuro ou deveria ainda ser o celular do agora?

Quando assistimos ao vídeo da proposta do Phone Blocks, no início parece algo muito tecnológico e futurista. Porém, ao passar o choque inicial da grande ideia, pensamos “ei, peraí, por que as empresas ainda não fazem desse jeito?”.

 

pb1

 

Tudo o que é proposto para esse aparelho modular, customizável e não descartável é possível de ser realizado. O grande desafio vem na segunda parte do vídeo. O modelo de negócio desta ideia genial.

Afinal, por que empresas como a Apple e a Samsung iriam querer parar de lançar aparelhos novos a cada ano e nos levar a achar nossa tecnologia obsoleta e trocar o aparelho todo por causa de uma nova funcionalidade?

É aí que vem a explicação do projeto. Um movimento colaborativo, mundial – crowdspeaking – clamando para que as empresas parem e olhem para este projeto e comecem a trabalhar juntas para construir algo assim. E ao invés de apenas vender celulares novos a cada ano, muda-se totalmente o modelo de negócios e as empresas começam a comercializar as peças modulares para que você possa customizar e atualizar o que achar necessário no seu aparelho.

 

pb2

 

É um projeto ambicioso, grande, audacioso, mas que combina com o momento onde cada vez mais pessoas optam por um consumo consciente (leia mais sobre simplicidade voluntária), e estão em busca de produtos que representem o não desperdício de recursos – e do nosso dinheiro (um exemplo de produto lançado recentemente seguindo este pensamento é a linha Sou da Natura).

O vídeo abaixo explica a ideia completa do Phone Blocks. Mas um alerta: é possível que você passe a não olhar para o seu celular com os mesmos olhos. =] #phoneblocks

 

Comentários

1 Second Everyday

2 de April de 2013
1SE_LOGO_final_texture

Quando completou 30 anos, o publicitário Cesar Kuriyama, inspirado por uma das palestras do TED, decidiu por largar o seu emprego e tirar um ano sabático para se dedicar a diversos projetos pessoais, entre eles o desejo de viajar de carro pelos EUA e passar mais tempo com a família.

Durante este tempo, ele começou a refletir sobre o valor dos pequenos momentos e de tudo o que vivemos e acabamos esquecendo. Com o excesso de informação que somos expostos nos dias atuais, é muito comum que pequenos momentos dos nossos dias, por mais prazerosos e únicos que sejam, acabem se perdendo em nossa memória, e, se não temos um sinal ou uma lembrança que possa nos ajudar a resgatar este momento, eles passam.

 

Estas reflexões levaram Cesar a iniciar um projeto para ajudá-lo a se lembrar de todos os seus dias nesse ano sabático. Todos os dias ele passou a gravar um segundo do seu dia. E esse único segundo de vídeo bastava para que ele se lembrasse do dia que havia passado. Além de ajudar a se lembrar dos bons momentos, esse projeto trouxe outras reflexões ao longo das gravações, como a escolha do momento do dia que seria registrado entre tantos segundos (qual seria o mais importante), ou ainda, como registrar dias e momentos ruins como os dias em que passou no hospital com a família quando a cunhada esteve muito doente.

Os 360 dias viraram os 360 segundos compilados no vídeo abaixo:

O projeto trouxe uma nova perspectiva de ver o mundo, tão gratificante, que ele resolveu buscar um financiamento via a rede Kickstarter para desenvolver o app 1 Second Everyday e incentivar outras pessoas a seguirem os mesmos passos. Através do aplicativo, o usuário pode escolher 1 segundo de cada vídeo gravado, em cada dia, e editar um compilado de segundos de sua vida para compartilhar com outras pessoas.

Ao mesmo tempo que o aplicativo traz toda a simplicidade para editar os vídeos, traz também o desafio e o peso da reflexão de encarar que nem todos os nossos dias são tão interessantes e repletos de momentos dignos de registro, mas também nos faz parar para olhar o nosso dia-a-dia com um outro olhar e começar a ver beleza em coisas que ignoramos na correria e na rotina.

É um ótimo exercício para quem trabalha com inovação e criatividade e precisa exercitar o olhar, para observar o que os outros não estão vendo e encontrar novas soluções!

E aí? Vamos tentar? Prometo que posto um vídeo daqui alguns 30 ou 60 dias mostrando os segundos mais interessantes e curiosos de ser blogueira/fotógrafa/professora/consultora de inovação! :)

 

*A Take a Tip possui um treinamento chamado Laboratório de Imersão com o objetivo de treinar o olhar das equipes. Para saber mais entre em contato takeatip@takeatip.com.br.

Comentários

Hmmm…. Que roupa eu uso hoje?

7 de May de 2012
Color Forecast 1

Decidir a cor da roupa que você vai usar ao longo do dia nunca foi uma tarefa fácil para nós, mulheres. E quando chegamos no trabalho e percebemos que todas as mulheres do andar estão exatamente com o mesmo tom de azul que resolvemos usar no dia, podemos ter uma crise de mau humor. (Homens que se cuidem…)

Pensando nisso, alguém muito inspirado criou um site chamado The Pimkie Color Forecast que informa as cores mais usadas naquele dia e ainda mostra uma análise detalhada sobre as tendências das cores por região, horário e data. (O.o)

É isso mesmo! A galera instalou webcams espalhadas pelos pontos mais badalados de Paris, Milão e Antuérpia e fica observando (através de um software desenvolvido por Pedro Miguel Cruz) as cores das roupas das pessoas que passam. Desta forma, eles conseguem fazer uma análise de quais são as cores mais utilizadas em um determinado período.

Quando você acessa o site pode acompanhar as webcams ao vivo, ter acesso aos infográficos com as análises de tendências das cores ou ver as recomendações de roupas que inclusive podem ser compradas pelo próprio site.

O vídeo explica como a ideia funciona:

Vamos torcer para que eles se lembrem de colocar São Paulo na lista das próximas cidades a terem esse sistema implementado.    ;D

Comentários

Digigráficos | Os perfis digitais

22 de February de 2012
perfis-digigraficos

A DM9 fez um mega estudo sobre os perfis das pessoas nessa tão louca e atual era digital. Como resultado eles criaram o vídeo aí abaixo, que está em um formato bem bacana: você assiste primeiro essa introdução aí, e ao final do vídeo pode escolher um dos 5 perfis nos quais eles chegaram para assistir um vídeo específico do perfil escolhido.

E o que eles acharam de mais legal além dos perfis? O que deu base para definir os próprios perfis, que o perfil digital de uma pessoa se define por três tópicos:

1 – Quanto e como as pessoas utilizam os recursos de tecnologia em sua vida

2 – Quais são as intenções que elas têm ao consumir os diversos produtos digitais

3 – E (principalmente) quanto os recursos digitais servem para moldar sua própria identidade

Os perfis foram chamados de “digigráficos” e são eles: imersos, ferramentados, fascinados, emparelhados e evoluídos. Para conhece-los e até descobrir em qual você mais se encaixa, basta mergulhar nestes vídeos incríveis! Boa viagem!

Comentários

Entendendo o comportamento do consumidor com Kinect

9 de January de 2012

 

Esse vídeo mostra uma nova ferramenta de pesquisa chamada Shopperception, que analisa o comportamento do consumidor e a forma como ele interage nas prateleiras e gôndolas de uma determinada loja, através do Kinect.

Com o reconhecimento espacial dos sensores, os compradores são monitorados quando interagem com os produtos em exposição. Assim é possível medir e analisar quanto tempo eles gastam escolhendo o produto, para onde eles olham, quais produtos tocam, quais produtos eles seguram na mão, como interagem com o produto (já repararam que ao pegar uma caixa de pasta de dente na mão no supermercado, todo mundo sacode a caixa?), e assim vai…

Dessa forma além de ser uma ótima ferramenta para o processo de imersão, ainda é possível comparar a performance de diferentes disposições nas gôndolas para precificar com mais assertividade o espaço à venda.

Hoje, quem oferece esse serviço é a Agile Route, vale dar uma zapeada no site deles.

 

Comentários

Como entender o consumidor através do mapa de empatia?

6 de January de 2012
1

Até pouco tempo atrás, quase todas as empresas segmentavam seus clientes separando-os em grupos conforme questões sócio-demográficas, faixa etária e sexo. Porém, com a grande competitividade de produtos/serviços e o aumento expressivo do acesso da população à informação, as empresas têm começado a perceber que é necessário conhecer seus consumidores de uma forma muito mais profunda do que imaginavam.

“O que meus consumidores querem? Como eles se comportam? O que é importante pra eles? O que faz com que ele compre o produto A ao invés do produto B? Do que ele gosta? O que ele faz aos finais de semana? Onde ele trabalha?”

Cada vez mais perguntas como essas se tornam comuns no dia a dia dos nossos trabalhos. E foi pensando em ajudá-los com essa missão (nada fácil, nós sabemos), que vamos falar de uma ferramenta que pode orientar na árdua tarefa de conhecer melhor o seu consumidor: o mapa de empatia.

O “mapa de empatia” foi criado por um cara chamado Dave Gray, e tem como objetivo, através do que o stakeholder (pode ser cliente, parceiro, acionista, etc) sente, escuta, vê, diz e faz; identificar as principais características de seu comportamento frente a um determinado estímulo, como por exemplo: processo de decisão de compra de um bem; ou experiência ao utilizar algum serviço.

A construção desse painel é bastante simples e pode ser feita de forma individual ou em grupo. Em grupo, além de ser bem mais legal, é muito mais rico, afinal, cada um pode ver o cliente de uma forma diferente, e é a experiência individual de cada um que traz riqueza pra a construção de novas ideias. Então, por que não juntar todo mundo?  Você pode até pegar um template do desenho pronto aqui. Teste e conte pra gente o que achou desta ferramenta! ;)

Dica de leitura: Business Model Generation por Alex Osterwalder, que também tem um blog.

Comentários

Follow Us!

Realização:

Parceria

Biblioteca