Edição Especial | Fim do mundo, Natal, e Ano Novo!

25 de December de 2012

Há alguns meses, uma amiga (a Thaisinha) veio almoçar aqui na casinha para colocarmos o papo em dia e me contar sobre os projetos em que está envolvida. Nessa conversa, ela mencionou várias vezes uma pessoa que foi a inspiração pela mudança de direção na sua vida e pela sua nova busca de construir um mundo melhor. Ela falou com tanta paixão de seus projetos e dessa figura, que eu tinha que conhecê-lo. E foi o que fiz, marquei um café e um bate-papo para conhecer um jovem que tem feito (micro)revoluções por aí: André Gravatá.

Foram mais de duas horas de conversa gravadas, que já ouvi várias vezes tentando pensar em como escrever sobre esse encontro, garantindo que toda a energia e toda a vida que o André esbanja pudessem ser passados em palavras. Já escrevi este texto e apaguei diversas vezes em busca do tom ideal, do momento certo. Mas hoje, dia de Natal, logo após alguns dias do tão comentado possível fim do mundo (21 de Dezembro de 2012), me peguei refletindo sobre a frase que mais ouvi durante essas últimas semanas acerca deste assunto (o fim do mundo): “o problema não é o mundo acabar, mas sim ele continuar como está!”.

O mundo não acabou e nenhuma grande catástrofe capaz de mobilizar e transformar a vida das pessoas ocorreu. Quer dizer que o mundo vai continuar como está? Lembrando de tudo que ouvi do André em nossa conversa, e de toda a paixão e energia de movimento que ele despertou na Thaisinha, hoje, eu tenho a certeza de que não, o mundo não vai continuar como está. São pessoas como o André que estão multiplicando seu poder de transformação através de pessoas como a Thaisinha, catalisadoras dessa vontade de mudar o mundo em que vivemos para melhor. E esse mundo não precisa ser o mundo inteiro, pode começar com o seu mundo, sua casa, seu prédio, seu bairro, sua cidade. É esse poder das microrrevoluções que aprendi nessa conversa com o André e que quero contar agora a vocês os principais pontos para conhecerem um pouquinho sobre esse jovem jornalista, de apenas 22 anos, que já tem transformado muitas pessoas por aí.

ANDRÉ GRAVATÁ

andré gravatá

O jeito mais fácil de começar a falar quem é o André, acredito que seja falando um pouco sobre os projetos com os quais está envolvido (e são vários):

– Projeto Educ.Ação: o projeto que começou em uma tarde de sábado, em Janeiro deste ano (2012), a partir da vontade de um grupo de pessoas de mostrar como é possível inovar na forma de educação para inspirar pais, mestres e alunos a buscarem uma forma alternativa ao modelo tradicional de educação. Já contou com uma ação de incentivo no Catarse, e está caminhando para o seu primeiro ano de vida. A ideia principal é visitar 12 escolas com modelos inovadores de educação e transformar essa jornada no livro “Volta ao Mundo em 12 Escolas”. Através do blog do projeto é possível acompanhar as visitas que já foram feitas. O André é um dos participantes deste projeto que tem sido o seu grande foco nos últimos meses.

andre e sir kevin

TEDx: o André foi o responsável pela realização do TEDxJovem@Ibira com o tema microrrevoluções. Pelo vídeo abaixo dá pra sentir a energia deste dia que contou com projetos de grande inspiração que trouxeram exemplos de mudanças que estão sendo realizadas. O André também  ajudou na organização do TEDxAmazônia que aconteceu em Novembro/2010. Já palestrou nos TEDxCanoas e                      TEDxLuz.  E para o próximo ano, ele está envolvido na organização dos TEDxJovem@RuaAugusta (Fevereiro) e o TEDxSéED (Abril). Ufa! (acompanhe a programação dos TEDx que rolam no mundo aqui)

 

[youtube=http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=M3dMUhtUsWY]

 

– Doutorado Informal: projeto pessoal de educação independente/interdependente onde ele se propôs, durante  o ano de 2012 e ao longo dos próximos dois anos, desenvolver uma pesquisa sistemática, com a ajuda de tutores que são escolhidos por ele e com quem ele conversa esporadicamente. A ideia é que ao final do processo uma banca seja escolhida por enquete online para avaliar o resultado da pesquisa. Dá para acompanhar a jornada desse projeto no blog Doutorado Informal.

– Jovem Ponte: se lembram daquela pesquisa incrível da nossa queridinha Box1824 sobre os jovens brasileiros? Já falamos dela aqui. Pois bem, o André foi um dos jovens que participou da pesquisa e foi chamado de Jovem Ponte. Hoje o André é convidado pela Box1824 para apresentar o resultado da pesquisa por todo o Brasil.

– Freelas: além do seu trabalho na Via Gutemberg, é possível encontrar vários textos do André perdidos por aí. Ele escreve esporadicamente para a Vida Simples, SuperInteressante, e em projetos específicos como foi o projeto Cyan, da Ambev.

O André já participou de muitas outras iniciativas além das listadas acima, e sua energia e vocação para mudar as coisas não deixam com que ele pare, movendo-o em direção à várias iniciativas simultâneas que se enquadram dentro das chamadas microrrevoluções (um termo bem difundido por ele).

Segundo o próprio André, quando perguntamos a ele o que seria uma microrrevolução ele nos explicou que “é uma ação que causa impacto para as pessoas ao redor e que é significativa para todos os envolvidos, e  nasce de uma demanda que é local, que tem a ver com uma história. Tem o micro na palavra mas ao mesmo tempo ela é macro, porque é macro para as pessoas que estão vivenciando, que estão experimentando esta ação.”

Em uma matéria que escreveu e protagonizou, publicada na revista Vida Simples, em 07/2011, André provoca as pessoas com uma pergunta: “dá pra mudar o mundo na hora do almoço?” (leia matéria completa) Essa matéria dá o tom do que podem ser microrrevoluções e como é possível, sim, transformarmos o nosso mundo.

Esses projetos, iniciativas e oportunidades não foram simplesmente acontecendo e surgindo ao acaso. Quando vamos conhecendo a história do André e de onde vem tanta energia, percebemos que todos os projetos que ocorreram na sua vida, desde o primeiro estágio até a participação no TEDxAmazônia, foram frutos de muita persistência.

Querem um exemplo? O André passou 3 anos mandando emails para um editor da Superinteressante argumentando porque deveriam publicar seus textos. Com o pessoal que estava organizando o TEDxAmazônia foi a mesma coisa: ele mandava emails com sugestões de vários nomes de palestrantes, marcava almoços com os organizadores para apresentar os palestrantes que havia pesquisado, até que um dos palestrantes proposto por ele chamou atenção da organização e aí incluíram o André no time para que pudesse fazer a cobertura do evento e auxiliar na organização. Quase todos os projetos nos quais o André se envolveu passaram pelo período de trabalhar de graça, enviar seu trabalho sem nenhum compromisso, emails buscando contatos e contando sua história e seus sonhos. Sabem aquele ditado “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”?! O André é a personificação deste ditado.

andré gravatá

Foi durante a infância humilde, na periferia de Embu das Artes, que ele percebeu que se queria mais do mundo teria que buscar mais. E essa busca começou com cartas que escrevia para outras crianças e jovens, que encontrava o endereço no final dos gibis que lia. Depois dos contatos dos gibis (os quais até hoje se corresponde com alguns), ele descobriu as rádios para telefonar do orelhão e ter um espaço para falar e ser ouvido; depois das rádios ele descobriu o 0800 das empresas e que dali poderiam vir pelo correio catálogos de produtos, amostras grátis, brindes, receitas (ele já recebeu até um tijolo pelo correio!); aí aos 15 anos, com a chegada da internet discada em sua casa, André aprimorou de vez seu dom da comunicação e desbravamento do mundo e participava de todas as promoções que encontrava na rede e mandava emails para vários lugares. Das promoções, André ganhou muitas coisas que variavam de par de ingressos para o cinema até uma viagem para a Disney que não aconteceu pois sua mãe não quis viajar. Ufa. Deu pra perceber que o André não foi uma criança/adolescente comum.

Das tardes e tardes escrevendo cartas e ligando para rádios e SACs, André tirou uma grande lição “falando com todas essas pessoas, de alguma forma, eu comecei a perceber como o mundo tinha outras nuances, tinha outros espaços que até então eu não conhecia”, e das promoções, brindes e amostras, ele diz “eu não tenho as coisas então eu descubro maneiras de fazer, não só coisas mas com que pessoas e conversas surjam para eu conhecer o que está acontecendo”.

As duas horas de conversa com André nos rendeu muita informação, e essa é só uma parte da história. Depois veio a faculdade de Jornalismo, o estágio, e os vários projetos que foram surgindo.

Conversar com esse jovem de sorriso fácil e muitas histórias para contar é uma overdose de motivação para embarcar nessa onda de microrrevoluções e fazer do mundo um lugar melhor. Por isso, contar a conversa com André agora é nosso presente para vocês de Natal, Ano Novo e, porque não, Mundo Novo? Não é porque nada aconteceu no último 21/12, que não podemos fazer acontecer hoje para um mundo novo e melhor. E aí? Já (micro)revolucionou hoje? :)

mudança

Comentários

Merry UXmas – Com muitos freebies e goodies :)

19 de December de 2012

O pessoal da UX Mastery resolveu presentear os profissionais de UX através de um projeto chamado Merry UXMas.

Todos os dias, até o Natal, uma nova parte do site fica disponível contendo freebies e goodies. Pode ser um vídeo, um artigo, modelo de sketch, etc.

Uma pena a gente ter descoberto isso “tarde demais” (afinal, o natal já é semana que vem), mas ainda dá tempo de correr lá e aproveitar os materiais que estão sendo distribuídos.

Nós adoramos :)

uxmas

Ah! Atenção especial para os materiais presenteados nos dias:

Dia 1- PDF do Kano Model (falaremos dele aqui no blog no ano que vem)

Dia 7 – Artigo bem bacana “A Primer on User Research” por Jodie Moule

Dia 12 – Artigo interessante “Zen and the Art of UX Design” por David Bradford

Dia 14 – Vídeo “UX Trends for 2013”

Comentários

Google Zeitgeist 2012

12 de December de 2012

Fim de ano é sempre assim… “Todo mundo” sai correndo para divulgar vídeos de retrospectiva do ano que passou e falar das tendências do ano que está por vir. E vamos ser sinceros?! A gente adora! rs

O vídeo mais esperado do ano, já está no ar! O Google Zeitgeist 2012!!!! #CORRAOOOO!! (Alguém ainda fala isso? rs)

Pra quem não sabe, “Google Zeitgeist” é o nome dado à um serviço do Google, que mostra as palavras mais pesquisadas de cada país. O serviço se baseia em dados de milhões de pesquisas em períodos diários, semanais e mensais. No final de cada ano, eles compilam os acontecimentos mais buscados e montam um vídeo.

Assistir esse vídeo é quase que obrigatório! Então, sit down, relax e aperte o play.

[youtube=http://youtu.be/xY_MUB8adEQ]

Comentários

10 Tendências para 2013 pela JWT

10 de December de 2012

A JWT é uma das maiores agências de publicidade do mundo. Essa semana, ela divulgou sua oitava edição do relatório, com as dez principais tendências que influenciarão a mentalidade e o comportamento do consumidor no próximo ano. O estudo é feito com base em pesquisas quantitativas e qualitativas, em entrevistas com especialistas e influenciadores de diferentes mercados e no trabalho de cerca de 70 profissionais de planejamento de mais de 20 escritórios da rede.

Como já havíamos previsto, segundo a JWT, os objetos do cotidiano se tornarão cada vez mais inteligentes devido, é claro, à tecnologia.

Assista ao vídeo de 2 minutos para conhecer o resultado:

[youtube=http://youtu.be/bCDs7zQELpM]

Comentários

Teste de usabilidade…. (Só que em frutas!)

12 de November de 2012

Os testes de usabilidade com consumidores servem para validar diversos elementos: como acontece a interação; quais são as emoções envolvidas; reações do consumidor ao objeto/serviço testado; interface e design do objeto; experiência com o serviço; etc. Desta forma, é possível identificar oportunidades de melhoria na questão a ser avaliada.

O blog Arquitetura de Informação divulgou recentemente um vídeo feito pela Blink Interactive para divulgar seus serviços (eyetracking e teste de usabilidade). Porém, ao invés deles testarem uma interface de softwares ou outro produto em desenvolvimento, eles testaram a usabilidade das frutas.

O vídeo é curto e bem divertido. Vale a pena ver! (rs)

[youtube=http://youtu.be/3Qg80qTfzgU]

O cara pira na maçã – cortada! (rs)

Comentários

Pesquisa | O Brasil que vive o esporte

8 de November de 2012

Em tempos em que Copa do Mundo e Olimpíadas deveriam estar na pauta de investimento de qualquer empresa no Brasil para os próximos anos, imagine o que esses dois temas não estão mexendo com a cabeça dos executivos das empresas de marcas esportivas. Pois é. Se eu fosse um desses executivos enxergaria neste momento a hora de apostar todas as fichas. E parece que é o que a Olympikus está fazendo. E claro que nada melhor do que começar com uma bela e profunda pesquisa para saber aonde e em quem apostar.

Para conhecer mais sobre os caminhos do esporte para os próximos anos no país do futebol, a Olympikus contou com a queridinha das pesquisas (e nossa favorita também) a Box1824 (aquela do Sonho Brasileiro e do We All to Be Young) para auxiliar na missão de descobrir como os jovens estão mudando o país do futebol.

Os dados são impressionantes e já nos dão indícios de que, assim como essa é uma geração plural em seus comportamentos, também é plural na escolha dos seus esportes. No que depender desta geração o Brasil será o país do futebol… e da natação, do vôlei, da dança, da musculação, da corrida, do ciclismo, etc…

Para conhecer esta pesquisa e ter acesso completo a ela (obrigada Olympikus pela generosidade!) basta acessar a página do projeto no Facebook (aqui) e baixar o pdf da pesquisa.

Comentários

Festival de Ideias 2012

8 de November de 2012

Nos dias 9 e 10 de novembro vai acontecer em São Paulo, no Museu da Casa Brasileira, o Festival de Ideias 2012.

Depois de dois dias repletos de co-criação, 10 ideias serão escolhidas para receber um investimento em dinheiro para virarem realidade. O evento também conta com a presença do ex presidente Fernando Henrique Cardoso para uma conversa sobre sociedade interativa.

[youtube=http://youtu.be/zt4yTfGN-T4]

O evento é gratuito, basta fazer sua inscrição no site ou por email, conforme a divulgação acima.

Comentários

An Ode to Creative Work

6 de November de 2012

Hoje tive a oportunidade de assistir  um vídeo lindo que fala sobre o trabalho criativo, suas dificuldades, desafios e, é claro, a paixão por fazer algo que amamos e gostaria de compartilhar com vocês.

“An Ode to Creative Work” foi produzido pela Behance Creative Network, uma das principais plataformas online para divulgar e descobrir trabalhos criativos. O site 99U (que nós adoramos!) também é um serviço deles. :P

“It’s about doing what we love.”

Comentários

Educ-ação | Modelos Inovadores de Ensino

2 de November de 2012

Se é com educação que se muda o mundo, também não será com o mesmo modelo de educação praticado há tantos anos que veremos muitas mudanças acontecendo por aí.

É partindo dessa vontade de ver novos modelos de educação e iniciativas inspiradoras de aprendizagem, que nasceu o projeto Educ-ação.

Este projeto está em busca de 12 modelos inovadores de ensino, que provem que é possível educar e ensinar sem que criemos um exército de pessoas iguais, com as mesmas ideias e pensamentos, mas sim apostando no potencial de cada indívuo em prol de transformar o coletivo. A proposta é buscar modelos de ensino que trabalhem com temas e metodologias atuais como o empreendedorismo, a lógica dos games, a sustentabilidade, entre outros temas não abordados no modelo padrão de educação atual.

 

 

A iniciativa, que não tem fins lucrativos, tem como propósito maior “inspirar pais inquietos, jovens curiosos e educadores empreendedores por meio dessa jornada que será relatada num livro”, segundo os organizadores do projeto. Estes organizadores, de alguma forma, seja pela sua formação, profissão ou vocação, já estão ligados à causas e estudos que visam trazer à tona formas de transformação.

Uma destas pessoas é o André Gravatá, um jovem jornalista conhecido por criar microrrevoluções e pela sua famosa provocação de que “dá para mudar o mundo na hora do almoço”. [logo mais publicaremos uma entrevista que fizemos com o André, aqui no blog] Outra figura, que sua presença no projeto já indica a qualidade das busca e da exploração das informações, é a gaúcha Carla Mayumi, hoje um dos maiores nomes em pesquisa de mercado no Brasil, e sócia da nossa queridinha das pesquisas, a BOX1824 (aquela do Sonho Brasileiro e do We All Want to Be Young, lembra?).

Para compor o livro “Volta ao Mundo em 12 Escolas”, o projeto Educ-Ação já realizou pesquisas em 6 modelos educacionais, até agora: um no Brasil, três na Europa, um nos EUA, um na Indonésia, e mais recentemente, na Índia.

Sala de aula na Green School, escola visitada em Bali, Indonésia. Foto: Educ-ação

É possível acompanhar a jornada através do site do projeto http://educ-acao.com.

Também é possível contribuir com o projeto que está com um crowdfunding rolando na rede Catarse em busca de financiamento para o livro. O apoio vai de R$ 10 até R$ 10.0000, cada contribuição recebendo uma recompensa como forma de agradecimento. Por exemplo, quem contribuir com R$ 50, torna-se um Apoiador Leitor e recebe como agradecimento um exemplar do livro impresso; tem seu nome citado no livro como apoiador; recebe o 1º capítulo dois meses antes da publicação do livro; um adesivo com frase do projeto; e (uma jóia rara) uma  lista com as leituras que marcaram os pesquisadores ao longo da jornada.

Super vale contribuir para esta grande jornada! Mas corra porque só pode até o dia 09/11, e se eles não conseguirem o valor total do projeto, não recebem o financiamento do Catarse que já arrecadou R$ 34.751 dos R$ 48.000 meta.

Comentários

UNREAL | O Chocolate Perfeito?

30 de October de 2012

No último mês não tem se falado de outra coisa (fora do mundo da política e das eleições) que não um tal de chocolate que alguns estão até chamando de chocolate perfeito. O nome do chocolate incentiva a euforia: UNREAL.

Longe disso, já que continua engordando, pois é calórico e tem açúcar, sim! Mas não dá pra negar que o novo docinho tem provocado grandes polêmicas e discussões já que resolveu quebrar alguns paradigmas da indústria dos candies e está reinventando a forma de fazer doces.

Afinal, o que tem de tão diferente esse chocolate? Vamos lá! Segundo a empresa, todos os ingredientes de seus produtos são naturais e orgânicos, e eles possuem uma redução de 40% da quantidade de açúcar.  Eles abriram mão do xarope de milho, da gordura hidrogenada, dos corantes artificiais, aromatizantes e conservantes em suas fórmulas. Esses que são grandes vilões da maioria dos alimentos industrializados. E afirmam que usam açúcar de verdade, de cana-de-açúcar; leite de verdade; e ainda aumentam a quantidade de amendoim e cacau.

E pra quem desconfia do gosto, testes cegos foram feitos onde os chocolates “mais saudáveis” foram escolhidos também como mais saborosos.

Até aí não parece muita inovação, certo? Mas houveram algumas quebras de paradigma interessantes, como é o caso da máxima de que “alimento saudável custa mais caro”. Não no caso do UNREAL. Os chocolates são vendidos pelo mesmo preço das guloseimas tradicionais.  Quebrando outro paradigma, os cinco produtos da marca não são distribuídos apenas em mercados especiais para estes produtos, mas sim nas grandes cadeias varejistas americanas, como qualquer outro docinho.

Não se impressionou ainda? Então assista ao vídeo que a empresa fez para contar sobre os produtos. Nada menos do que nomes como  Gisele Bunchen (e seu maridão, Tom Brady) e Jack Dorsey (um dos criadores do Twitter), apóiam o novo produto, e falam de uma nova filosofia de vida que harmoniza com a proposta dos doces UNREAL.

 

De fato, mais impressionante do que um doce feito de ingredientes naturais e orgânicos, é todo o lifestyle que está por trás disso. A marca trás um conceito que é vendido e apoiado por grandes nomes e que consegue fugir da mesmice do ecofriendly que vemos por aí, trazendo um produto moderno (principalmente na embalagem).

Vamos aguardar pelos próximos produtos, já que a marca tem planos de ir além e investir levando esse conceito de unjunked para o mercado de snacks e soft drinks também.

E se uma empresa consegue inovar em balas e chocolate, com certeza ela tem potencial para inovar em muito mais. Agora é esperar a novidade chegar por aqui para provarmos! ;)

 

Comentários
Pages:«1234567...17»

Follow Us!

Realização:

Parceria

Biblioteca